Pessoas próximas ao miliciano acusado de participar da morte da vereadora Marielle Franco afirmam que ele estava com medo de ser morto.

Mais detalhes do assunto do Rio de Janeiro, com Amanda Martins:

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome