Fabricante de trens Bombardier e consórcio CMEL, responsável pela Linha 15-Prata, podem ser proibidos de participar de obras públicas, diz secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome