A Polícia Civil de São Paulo investiga as circunstâncias de um tiro disparado na Avenida Paulista durante os protestos a favor do presidente Jair Bolsonaro.

Uma estudante, de 19 anos, foi vítima de bala perdida, ontem, por volta das 17h.

Segundo testemunhas, um dos frequentadores do protesto discutiu com uma artesã.

Depois de ser agredido pelo companheiro da artesã, o homem efetuou um disparo contra o chão, que acabou acertando uma jovem.

O autor do tiro foi identificado como um motorista, de 56 anos, que foi liberado depois de prestar depoimento.

Segue as informações do boletim de ocorrência:

Uma estudante, de 19 anos, ficou ferida após ser atingida por um disparo de arma de fogo, por volta das 17h00 de domingo, 15, na Avenida Paulista.

A Polícia Militar realizava patrulhamento preventivo pelo local quando foi acionada por populares que informaram sobre um tumulto onde um homem estava sendo encurralado por um grupo de pessoas.

Testemunhas informaram que o homem participava de uma manifestação quando foi ofendido por uma artesã, iniciando uma discussão. Após ser agredido pelo companheiro da artesã, o autor tirou uma arma da cintura e efetuou um disparo contra o chão, que acabou acertando a estudante que passava pelo local. A vítima foi encaminhada para o Hospital das Clínicas, onde permaneceu em atendimento.

O autor do disparo, um motorista de 56 anos, foi desarmado e conduzido à delegacia, assim como a artesã e seu companheiro onde deram suas versões dos fatos. A arma utilizada foi apreendida e o caso registrado como lesão corporal e disparo de arma de fogo pelo 78º DP que instaurou inquérito policial para a devida elucidação dos fatos.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome