(Foto: Reprodução)

A Prefeitura de Santos não descarta a possibilidade de restringir o acesso de munícipes e turistas às praias da cidade.

O objetivo da ação é evitar a disseminação do coronavírus. Nesta terça-feira, foram tomadas algumas providências para evitar a aglomeração de pessoas na orla. A principal é a proibição de circulação de vans e ônibus de turismo em Santos.

Outras oito cidades tomaram a mesma decisão: Bertioga, Cubatão, Guarujá, São Vicente, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe. A medida vale por tempo indeterminado. No último fim de semana, muitas pessoas ignoraram os alertas do governo e foram até as praias.

O prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, reforçou o pedido à população:

 

Além do bloqueio de ônibus de turistas em praias do litoral, a prefeitura de Santos fechou equipamentos públicos. E liberou home-office para servidores acima de 60 anos, além de restringir visitas a hospitais.

O Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista, que reúne prefeitos de nove cidades, vai se reunir novamente na próxima quinta-feira para avaliar a situação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome