(Foto: Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, em suas redes sociais, que os laboratórios do Exército vão aumentar a produção de cloroquina, substância utilizada contra a malária, o lúpus e a artrite. Segundo Bolsonaro, o Hospital Albert Einstein informou que iniciou o protocolo de pesquisa para avaliar a eficácia da cloroquina no combate ao coronavírus.

A decisão ocorre após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fazer um pronunciamento otimista sobre a ação da substância. Mas, o Conselho Nacional de Justiça divulgou a juízes de todo o país um estudo técnico elaborado pelo hospital Sírio Libanês que aponta incerteza da eficácia do uso da substância no tratamento de pacientes infectados pelo novo coronavírus.

Na última sexta-feira, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária decidiu enquadrar a cloroquina como medicamento de controle especial. A medida foi tomada devido ao aumento da procura depois que algumas pesquisas indicaram que o produto poderia ser utilizado no tratamento da covid 19.

1 COMENTÁRIO

  1. SE NÃO MORRERMOS PELO CORONAVIRUS MORREREMOS POR INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA.
    NO CASO DE MALÁRIA, QUE TEMOS EXPERIÊNCIA, A DOSAGEM CORRETA ESTÁ ENTRE SALVAR COMO REMÉDIO E MATAR COMO VENENO. PARA DE FALER BESTEIRA TRUMP E REPETIR PAPAGAIO BOLSONARO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome