Mesmo com o habeas corpus negado pelo Supremo Tribunal Federal, o ex-presidente Lula não poderá ter a pena executada imediatamente pelo juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato em Curitiba.

A informação é da assessoria do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

O prazo para que a defesa do político do PT recorra da rejeição dos embargos de declaração, julgados no dia 26 de março, termina apenas na próxima terça-feira, dia 10.

Até agora, os advogados sequer abriram a intimação no sistema do TRF4.

E só depois do julgamento dos “embargos dos embargos”, que não tem prazo para ocorrer, é que o juiz Sérgio Moro poderá determinar o cumprimento da pena, de 12 anos 1 mês de prisão.

Caso a defesa de Lula não recorra ao TRF4, ela ainda poderá apresentar recursos ao Superior Tribunal de Justiça e ao Supremo Tribunal Federal.

22 COMENTÁRIOS

  1. A corrupção se consolidou durante anos no Brasil. A impunidade ajudou. Sempre criticamos Executivo e Legislativo, os políticos, principais atores desta tragedia. Após uma sensacional investigação sobre um mega esquema de corrupção o órgão máximo do judiciário está em duvida sobre a prisão de um cidadão condenado em segunda instancia. Irresponsabilidade? E parece haver algo estranho no ar. Quem julga o STF?

  2. Concordo que só uma Intervenção resolva, prenderia os ladrões e quem apóia eles (estes que são contra a intervenção).

  3. AI PRA VCS Q QUEREM INTERVENÇÃO MILITAR , ESTUDEM A HISTORIA E VEJAM QUANTOS CRIMES DE ENRIQUECIMENTO ILÍCITOS DE CORONEIS ,ALMIRANTES E TODOS DE ALTAS PATENTES E FORA MORTES ACONTECERAM A MANDO DELES E FORA A CENSURA IMPOSTA POR ELES PQ SE NÃO ABAIXAREM A CABEÇA PARA AS ORDENS OU VAI PRESO OU SIMPLESMENTE TE MATAM.

  4. Me diga um único regime militar estrangeiro q tenha dado certo. Na verdade, o foco deveria ser “corruptos fora do poder”.. mas a cultura do brasileiro deve mudar na mesma proporção! Deve-se valer a constituição e punir quem deve ser punido. O Brasileiro tem q aprender a escolher seus representantes e votar direito, observando que deve haver punição aos q se enriqueceram injustamente as custas do suor de toda a sociedade. O problema é que os interesses dos julgadores se encontram com os interesses dos julgador na grande cadeia estabelecida entre eles, e que se a cabeça não mudar, nunca ninguém vai consegui explicar de que modo estão todos eles interligados. Enfim, esperamos q haja justiça sem precisar de uma nova ditadura, q acho q ninguém quer. Boa tarde

  5. Na época dos militares não tinha Comando Vermelho, BDM, CP, Catiará e tantos outros. Embora ditadura, mas todos tinha resguardados o direito de ir e vir e hoje?

  6. Eu queria vê se um pobre que rouba uma galinha tem esses privilégios os “embargos dos embargos ” quando ele fosse preso vaz tempo que ele tinha cagado a galinha era bom de mais.

  7. isso é uma vergonha para nos brasileiros. se essa moda pegar não vai existir punição para os grandes só para os pequenos.

  8. É triste ser Brasileiro. Em tudo tem sacanagem, porquê não haveria de ter no STF? Enquanto o Judiciário brasileiro for instituído desta forma, julgando por conveniências e lotados de mordomias, será essa sacanagem de norte a sul e de leste ao oeste. Está na hora de passar o pente fino nessa Constituição e mudar uma série de coisas!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome