Alvo de sete inquéritos no STF, o senador Aécio Neves, do PSDB, pode figurar em mais uma delação premiada em negociação com a Procuradoria-Geral da República: a de Sérgio Cunha Mendes, um dos donos da Mendes Júnior, já condenado a 27 anos de prisão pelo juiz Sérgio Moro.

As revelações envolveriam, entre outras coisas, as obras da Cidade Administrativa em Belo Horizonte, caso enviado na semana passada à 1ª instância.

Só a Odebrecht admitiu ter pago R$ 5,2 milhões em propina na construção da sede do governo de Minas Gerais.

O senador sempre negou as acusações.

Cidade Administrativa do Estado de Minas Gerais
Foto: Leo Drumond

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome