Um dos principais delatores da Lava Jato, o doleiro Alberto Youssef corre o risco de voltar para a cadeia, de onde saiu em novembro de 2016.

Segundo apurou a BandNews FM, o então aliado do ex-deputado José Janene – morto em 2010 – voltou a ser alvo de investigação por operações realizadas no mercado ilegal de câmbio.

Agora, sob sigilo, no curso da ação que prendeu Carlos Alexandre Souza, o Ceará, que prestava serviços para Alberto Youssef.

O esquema, revelado pela Operação Efeito Dominó, seria comandado por Luiz Carlos da Rocha, o Cabeça Branca, tido como o “embaixador do tráfico”.

DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome