Investigado, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, pede para ter o caso enviado à 2ª Turma do STF no inquérito em que é acusado de comprar a vaga de um dos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Mato Grosso.

Os valores envolvidos chegam a R$ 20 milhões para que, à época, Alencar Soares Filho pedisse aposentadoria e cedesse a cadeira para Sérgio Ricardo de Almeida, atualmente afastado do cargo.

A alegação é de que Dias Toffoli seria o relator natural do caso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome