Com as novas regras do TSE, advogados eleitorais preveem uma enxurrada de ações de novos candidatos contra a distribuição do fundo eleitoral e a proibição do uso de propaganda como cavaletes e carros de som na campanha, que começa no dia 16 de agosto.

Sem dinheiro, a maioria acredita que apenas a internet pode salvá-los da disputa desigual com quem já exerce cargo público, e se insurgir contra os partidos pode ser um tiro na testa, correndo o risco até mesmo de expulsão ou substituição.

O aviso já foi dado.

Foto: Nelson Jr./ ASICS/TSE

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome