Não foi só o ex-presidente Lula – cabo eleitoral e padrinho político de Fernando Haddad (PT) – que não conseguiu votar no primeiro turno das eleições, no último dia 7.

O mesmo aconteceu com os presos da Lava Jato no Complexo Médico Penal, em Pinhas.

Antes conhecidos pela atuação política, nomes como Eduardo Cunha, Gim Argello e André Vargas sequer puderam escolher seus candidatos. 

2 COMENTÁRIOS

  1. Ainda bem, menos votos para o PT.
    A final de contas, a tendência dos bandidos é tentar fortalecer o grupo.
    Cadeia neles!

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome