O volume de cocaína apreendida pela Polícia Rodoviária Federal nada mais do que dobrou nos nove primeiros meses de 2018.

Foram pouco mais de 14,2 toneladas recolhidas contra 7,1 toneladas no mesmo período de 2017.

A maior parte do carregamento estava sendo transportada por rodovias federais do Paraná.

Em seguida, aparecem Mato Grosso do Sul e Mato Grosso – todos estados de fronteira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome