Longe da vida de benefícios e regalias, pelo menos um dos deputados estaduais do Rio de Janeiro presos na Operação Furna da Onça já admite abrir a boca para se ver livre da prisão.

O nome é mantido sob sigilo até para não atrapalhar as investigações.

A ação aconteceu no no último dia 8 e prendeu 22 pessoas, sendo 10 parlamentares – alguns já estavam em prisão domiciliar.

O esquema, liderado pelo ex-governador Sérgio Cabral, movimentou R$ 54 milhões de reais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome