Futuro chefe do Gabinete de Segurança Institucional, o general Augusto Heleno é quem manda e desmanda e dá a palavra final sobre a escolha de nomes para os ministérios e a equipe de transição de Jair Bolsonaro (PSL).

O oficial da reserva se tornou responsável por fazer uma varredura na vida dos indicados.

O deputado Alberto Lupion (DEM-PR), por exemplo, chegou a ser cogitado para fazer parte do governo, mas foi barrado pela acusação de receber Caixa 2 da Odebrecht nas eleições de 2010 e 2012.

8 COMENTÁRIOS

  1. Acredito e sempre acreditei, que o governo Bolsonaro, vai dar um jeito no nosso país.
    General Augusto Heleno, continue fazendo essa peneira, para que não haja corruptos infiltrados no governo.
    Avante, e que DEUS nos abençoe.

  2. Ora ora ….Bolsonaro cumprindo o que prometeu. Onde já se viu…
    Esse ” louco desequilibrado, machista, homofóbico , ainda vai calar a boquinha de muitos experts em política, sociologia, psiquiatria, filosofia , jornalismo , e bla bla bla ….

  3. Creio que os buracos da peneira estão um poucos largos (por assim dizer…)
    O que dizer de Onyx? Tereza? Mandetta?

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome