Fintech, bitcoin, cashback. Esses nomes em inglês estão revolucionando a forma como a gente lida com o dinheiro no dia-a-dia, e uma série de reportagens da BandNews FM mostra como se adaptar a todas essas novidades.

O primeiro capítulo vai à sala de aula com o economista Marcos Silvestre para contar como o escambo se transformou em troca de produtos por saco de sal, por ouro e, finalmente, pelo papel-moeda emitido pelos bancos. E como, recentemente, a compra de bens e serviços passou a ser amparada no mundo digital.

“O dinheiro tem mudado de mãos, por exemplo, por meio dos aplicativos dos bancos. Há um crescimento anual de 14% dessa automação das transferências, enquanto o uso do papel-moeda cai ou cresce pouco”, explica a professora de Controladoria e Administração Financeira da Universidade Mackenzie, Cláudia Vasconcelos Silva.

Uma das maiores revoluções ocorreu há pouco mais de dez anos, em 2008, quando surgiu a Bitcoin, a primeira moeda digital fora do sistema bancário.

“A Bitcoin funciona na blockchain, que é uma rede que permite a transferência de valores, de uma pessoa para outra, sem a necessidade de intermediários”, traduz o especialista Rodrigo Borges. Hoje, mais de 1,5 milhão de brasileiros investem em Bitcoin e outras criptomoedas; é quase o dobro dos 800 mil que atuam na B3.

Ouça o primeiro capítulo:

4 COMENTÁRIOS

    • Tenho que reconhecer essa bela iniciativa da BandNews FM. Não é uma tarefa fácil levar ao conhecimento do grande público um tema tão recheado de termos técnicos. É um grande esforço de jornalismo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome