No Brasil, 97 de cada 100 latas usadas são recicladas, mas só 18% das cápsulas de café feitas do mesmo material têm o mesmo destino; isso acontece por puro desconhecimento dos consumidores.

A série especial “Lixo é coisa séria”, que a BandNews FM leva ao ar na Semana Mundial do Meio Ambiente, termina hoje com dicas de reciclagem.

Embalagem de salgadinho

As orientações são dadas por especialistas como a bióloga Larissa dos Santos Rocha, agente de educação ambiental do Instituto Muda, que, nas andanças pelos condomínios de São Paulo, cita exemplos bem práticos. “Pote de xampu e de condicionador e embalagem de produto de limpeza podem ser colocados no lixo reciclável. E não precisam ser lavados, basta estarem vazios.”

Entre as dúvidas mais comuns, estão aquelas relacionadas ao plástico – que, diferentemente do que muita gente pensa, nem sempre pode ser reaproveitado. “Embalagem de bolacha e salgadinho com a face de dentro laminada vai para o lixo orgânico”, ensina a bióloga.

Papel fotográfico

A gerente de educação do Instituto Akatu pelo Consumo Consciente, Denise Conselheiro, complementa com outro exemplo: o plástico usado para proteger alimentos, feito, na verdade, de papel-filme.

“O papel-filme a gente não consegue reaproveitar. Então, é importante que o consumidor reduza ao máximo o uso desse tipo de material. Aqueles papéis de recibo ou canhoto de cartão são fotossensíveis e não são recicláveis, assim como o de foto, por causa da grande quantidade de químicos.”

Vidros especiais

O vidro é o material que tem os números mais impressionantes: demora 4 mil para se decompor; por outro lado, é 100% reciclável.

Mas, também nesse caso, há exceções, como as citadas pela presidente da 341-Associação Caminho Suave Sócio Ambiental, Valéria Quaglio. “Espelho, vidro temperado e vidro blindado não são recicláveis.”

Confira, abaixo, o quinto e último capítulo da série “Lixo é coisa séria”:

 

Veja o que pode você reciclar:

3 COMENTÁRIOS

  1. Fiquei com uma dúvida, pois nas embalagens de bolacha e salgadinho indicam que elas são recicláveis e na reportagem a bióloga diz que não são…

    Obrigada

    Marcia Filippetti
    11 97450-8685

  2. Parabenizo a bióloga Larissa dos Santos Rocha, agente de educação ambiental do Instituto Muda, A gerente de educação do Instituto Akatu pelo Consumo Consciente, Denise Conselheiro e a Presidente da 341-Associação Caminho Suave Sócio Ambiental, Valéria Quaglio, pelo incentivo através das Instituições, apresentando aos brasileiros, melhores maneiras para o meio ambiente suporta os impactos. Eu separo o lixo há mais de 30 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome