Brasil é candidato a sede da Copa do Mundo Feminina de 2023

    0
    59

    A CBF anuncia que entregou nesta quinta-feira (12), na sede da Fifa em Zurique, os documentos que tornam oficial a candidatura do Brasil para sediar a Copa do Mundo Feminina 2023.

    Os outros concorrentes são a Colômbia, o Japão e a candidatura conjunta de Austrália e Nova Zelândia.

    A proposta prevê jogos em oito cidades, que também receberam jogos da Copa do Mundo de 2014: Manaus, Recife, Salvador, Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

    Sede de duas Copas nos últimos cinco anos (2014 e Sub-17 em 2019), o Brasil aposta nessas experiências bem sucedidas para convencer a entidade mundial a realizar o evento novamente no país. A infraestrutura a ser utilizada será a mesma já testada e aprovada nas grandes competições recentes.

    “A Fifa já demonstrou que confia na nossa capacidade de realizar eventos deste porte. Eu tenho repetido que a partir de agora a CBF será candidata a receber todas as grandes competições do futebol mundial, pois temos experiência e equipamentos comprovadamente de excelência. Sabemos que temos fortes concorrentes, mas acreditamos na possibilidade”, afirma o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

    Além dos oito estádios a serem indicados, o projeto brasileiro conta com o mapeamento de mais de 60 centros de treinamento, 1000 hotéis e estruturas em todas as cidades para realização de sorteios, workshops e eventos paralelos. A expectativa é que um evento deste porte gere cerca de 40 mil empregos diretos e indiretos.

     

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Deixe seu comentário!
    Por favor, informe seu nome